LEV DESIGN

Que tipo de profissional você é?

compartilhe

Com o acesso a informação cada vez mais fácil, ao buscar um profissional, o cliente consegue acessar diversos escritórios e pessoas.

Então, ele consegue comparar, ter acesso a orçamentos, e tudo isso de forma rápida e ao alcance dos dedos.

Mas o que vai definir que ele te escolha é o seu diferencial.

Vamos começar esse papo fazendo uma visualização:

Imagine que você está com dores nas costas. Ao chegar na farmácia, o balconista te apresenta duas opções: um remédio para dores em geral e outro para dores nas costas.

Qual deles você escolhe?

Provavelmente, o remédio para sanar suas dores nas costas, certo?

No mundo corporativo isso também acontece.

profissional

O profissional que se especializa em determinada área, tende a ganhar mais do que aquele que não tem nenhuma especialização.

Entretanto, você já parou para pensar que isso pode ser um condicionamento social?

Ou seja, para manter a ‘lei da oferta e da procura’ o mercado prioriza os profissionais especializados, por serem mais “raros” no segmento, contando que possuem maior conhecimento em determinada área.

Mas ao analisar o cenário atual, perceba que as coisas estão mudando…

Atualmente, você precisa ter muito conhecimento em múltiplas áreas.

Diante disso, como você se apresenta profissionalmente?

Seja um Especialista Generalista

profissional no telefone

Você já ouviu falar do “modelo T”?

O modelo T descreve o profissional que possui especialização em determinada área, porém, é dotado de conhecimentos genéricos em áreas associadas à sua especialização.

Quando questionam a sua profissão, como você se apresenta profissionalmente? Será que você respondeu “Sou arquiteta(o)” ou ainda, “Sou designer”?

Contando com o fato de que, você é um profissional que faz parte de um mundo altamente competitivo, e que está inserido no modelo T – o mais apropriado para essa apresentação seria dizer algo do tipo:

  • “Sou arquiteta(o) com foco em Projetos 3D”;
  • “Sou designer com foco em apresentações humanizadas”.

Isso significa que a parte horizontal do modelo T faz com que você seja um profissional que saiba um pouco de tudo. E isso pode englobar temas como:

  • Saber gerenciar seu tempo;
  • Conseguir trabalhar seu marketing pessoal e profissional;
  • Ser criativa(o);
  • Entender um pouco sobre assuntos relacionados a psicologia e linguagem.

Em síntese, esse ‘novo modelo de profissional’, é o que chamamos de profissional completo.

Como se transformar em um Profissional Modelo T?

04

Agora que você já sabe da importância de se tornar um profissional modelo T, vamos abordar esse assunto trazendo para a nossa realidade do escritório.

Sabemos que durante nossa rotina surgem obstáculos que por vezes, podem nos desmotivar a ir atrás de novos conhecimentos.

São coisas pequenas como por exemplo:

  • Reuniões longas demais para decisões ínfimas, ou pior, às vezes sequer resultam em algo;
  • Cobranças corriqueiras que sugam nosso tempo;
  • Clientes desmotivados que não contribuem para o andamento do projeto.

Por isso, para se tornar um profissional do modelo T, o principal meio dessa conquista, é começar trabalhando dois aspectos:

#1 – Conhecimento

05

Para adquirir conhecimento, falando de forma simples, existem três caminhos:

  • A faculdade – Caminho que você já trilhou ou está trilhando;
  • Cursos livres – que podem ser presenciais ou digitais;
  • O autodidatismo – Caminho que você tem a chance de trilhar (se ainda não começou).

Perceba que é por meio do conhecimento que você descobre seu propósito de vida, melhora seu comportamento social, se torna uma pessoa mais crítica e claro, potencializa suas chances de crescimento no mercado.

#2 – Experiência

06

Em contrapartida é preciso praticar aquilo que você tem conhecimento.

E como adquirir experiência?

O ideal é que você faça um estágio, trabalhe em um escritório de arquitetura…

Mas supondo que você ainda não tenha tido essa chance, existe outro caminho:

Crie seus próprios projetos!

Seja para um portfólio; um trabalho voluntário; um serviço freelancer…

De qualquer forma, nós aqui da LEV acreditamos que tanto para reter conhecimento, quanto para adquirir experiência, é preciso ter proatividade!

E como se tornar altamente proativo?

07

Depois de compreender o que o mercado espera de você, saiba que não adianta ficar esperando as oportunidades caírem do céu.

É preciso correr atrás para criar suas próprias oportunidades!

Portanto:

  • Se você é insegura(o) com relação às mudanças do mercado;
  • Não tem certeza sobre os benefícios que novas ferramentas podem te oferecer;
  • Tem medo de inovar em suas apresentações.

Saiba que é possível aperfeiçoar seu desempenho profissional por meio da exploração de diversas áreas do conhecimento.

Como você já pôde perceber, é determinante para o sucesso de qualquer carreira, ampliar seus horizontes para alcançar rapidamente o modelo T.

Então não deixe para depois e comece a colocar essas dicas em prática hoje mesmo.

E aí, gostou das dicas desse artigo? Se inscreva na nossa lista vip e receba mais conteúdos como esse! Ah e nos siga no instagram!

Continue lendo

Outros Artigos

Qual é a lição que podemos tirar do Fyre Festival

Uma das questões que mais negligenciamos no nosso dia a dia é o planejamento das nossas tarefas. 
É possível enxergar em diversos seguimentos como a falta de planejamento pode acabar facilmente com uma empresa ou o trabalho de uma pessoa. 
Um grande exemplo disso é o evento Fyre Festival. O caso ocorreu em 2017 e até hoje é lembrado pela velocidade em que chegou ao gosto do público, e principalmente na rapidez em que virou um verdadeiro fracasso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.