LEV DESIGN

5 DICAS PARA O SEU PORTFÓLIO

compartilhe

Esse é um assunto que se deve dar a devida importância porque é ele que pode te dar finalmente aquela tão desejada vaga de emprego. Siiim! Isso mesmo.

Infelizmente posso dizer com segurança que 90% das pessoas hoje enviam apenas o currículo. E simplesmente ignoram o fator que realmente pode realmente destacar entre tantos outros candidatos à vaga, o Portfólio.

 

[edgtf_button size=”” type=”” text=”IR PARA O VÍDEO” custom_class=”” icon_pack=”font_awesome” fa_icon=”” link=”https://youtu.be/wj_ex0OxbA0″ target=”_self” color=”” hover_color=”” background_color=”” hover_background_color=”” border_color=”” hover_border_color=”” font_size=”” font_weight=”” margin=””]

 

#1 – Primeira dica

Seja diferente no formato de apresentação do seu Portfólio, isso mesmo, Invista em um portfólio.

E aproveita e traga o currículo também pra se unir a ele.

As pessoas ainda estão presas em formatos antigos e geralmente só enviam o currículo para as empresas. Tanto na arquitetura como design de interiores e outras áreas também, nós mexemos com o criatividade, cinestesia e nada mais justo do que colocar a apresentação do nosso trabalho também nessa parte visual. Portanto caso você ainda não tenha, comece a formatar o seu portfólio.

 

 

#2 – Segunda dica

Crie uma capa para seu portfólio e coloque seu melhor projeto ou melhor croqui nele. Já comece a gerar o impacto visual logo de primeira e despertar o interesse do contratante.

Faça seu portfólio em formatos diferentes. Fuja do tradicional A4 se você quiser já causar uma boa impressão e se diferenciar dos demais.

Formato quadrado, formato A3, ou formatos customizados. Mas não maior que um A4 caso precise imprimir também na hora de ir para a entrevista. Sempre bom ter o portfólio físico.

 

#3 – Terceira dica

Crie logo e título para o seu projeto.

No meu TFG por exemplo o projeto que fiz dei o nome de VIDIBLON. “VIDI” de Vidigal, e “BLON” de Leblon.

Fazer isso agrega valor e identidade. Essa é uma prática adotada por alguns escritórios de arquitetura para surpreender o cliente.

Sabe o BIG? Pra cada projeto é criado uma logo, que em geral tem um formato parecido com o projeto. Um desenho com linhas simples mas que transmite a ideia.

Você pode colocar no sumário a logo e o nome indicando em que página está localizado.

 

#4 – Quarta dica

Mais imagem, menos texto.

Use os textos apenas para fazer uma breve descrição. Use imagens renderizadas, imagens esquemáticas, gráficos.

Lembre-se nós arquitetos e designers somos visuais.

 

#5 – Quinta dica

 

Formato do arquivo e tamanho do arquivo.

Nada de enviar via wetransfer ou formato word.

Opte pelo formato PDF de até no máximo 15MB.

O objetivo é facilitar ao máximo pra quem vai receber seu arquivo e mostrar profissionalismo.

Enviar por Direct do Instagram, ou Mensager de Facebook não é recomendado. Email é ainda a melhor opção.

 

E aí você vai pensar: “Ah mas eu não tenho nenhum projeto ainda executado, sou estudante, sou recém-formado…” etc etc etc.

Então aí vai a dica de ouro: você não precisa ter nenhum projeto executado pra fazer portfólio. Você pode fazer todos eles em 3D. Sabe aquele projeto seu de faculdade? Dá uma atualizada nele, faz um 3D com algumas imagens, desenhos esquemáticos, e pronto.

Seleciona os seus melhores projetos. São eles que vão para o portfólio.

Pesquise referências antes de começar a fazer o seu.

 

#DICA EXTRA#

Se for colocar alguma planta técnica, prepare ele para o portfólio, levando em consideração tamanho de cotas, textos, indicações, espessura de linha, para o desenho ficar legível e claro pra quem está vendo. Dependendo da escala, ao invés de colocar cotas, pode colocar uma escala gráfica.

 

Aplique hoje mesmo essas dicas para a construção do seu portfólio e comenta aqui embaixo caso queira saber mais sobre esse assunto. Se tiver alguma dúvida também comenta aqui embaixo que a gente te responde.

Continue lendo

Outros Artigos

Qual é a lição que podemos tirar do Fyre Festival

Uma das questões que mais negligenciamos no nosso dia a dia é o planejamento das nossas tarefas. 
É possível enxergar em diversos seguimentos como a falta de planejamento pode acabar facilmente com uma empresa ou o trabalho de uma pessoa. 
Um grande exemplo disso é o evento Fyre Festival. O caso ocorreu em 2017 e até hoje é lembrado pela velocidade em que chegou ao gosto do público, e principalmente na rapidez em que virou um verdadeiro fracasso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.