LEV DESIGN

10 Dicas Simples turbinar suas imagens 3D e usar no Portfólio.

compartilhe

Um dos pontos mais importantes para você ter um portfólio de sucesso é fazer a curadoria dos seus projetos e usar ambientes 3D que representem de forma fiel suas ideias.

Confira aqui as 10 dicas mais importantes para você conseguir executar com qualidade as imagens dos seus projetos e potencializar seu portfólio.

 

Introdução

Um dos maiores desafios de todo profissional de arquitetura é manter a qualidade junto com a frequência de modificação de projeto e produção de arquitetura.

Ou se você for recém-formado ou estudante, o desafio é ter algum projeto para ser apresentado em seu portfólio.

Quando você cria uma empresa, oferece um serviço ou está em busca de uma recolocação no mercado de trabalho, é importante você mostrar o seu trabalho.

Por isso, ferramentas de 3D podem te ajudar tanto no processo de criação do projeto, como nos testes da volumetria e ambientação.

Mesmo que você não tenha nenhuma obra construída, com essa prática você pode criar ambientes virtuais e começar a construir seu portfólio para conseguir mais clientes ou aquela vaga de emprego ideal para você.

O que acontece com muitos profissionais, é que eles acabam deixando de lado essa prática (que faz parte do processo criativo) porque não tem tempo, não sabe por onde começar ou porque simplesmente não sabe como praticar da melhor forma.

A boa notícia é que isso é muito normal e muitas outras pessoas já passaram por esse tipo de situação, com algumas dicas práticas vamos alinhar e estimular esse tipo de exercício tanto de criatividade quanto representação do projeto.

Então se você estiver passando por um problema semelhante confere aqui esse post com 10 insights para você melhorar a sua produção, a qualidade das suas imagens e por consequência melhorar seu portfólio.

 

Dica 1: Comece Pequeno

Projetos grandes e complexos podem assustar quando você está começando a praticar uma nova habilidade de criar modelos em 3D.

Nós recomendamos que você inicie com exercícios menores que vão te dar domínio tanto em função de medidas quanto começar com técnicas simples.

Você pode exercitar essa habilidade criando pequenas marcenarias, pequenos desenhos de mobiliário para não se assustar logo de cara com projetos super complexos e que vão se distanciar dessa prática para você aprender essa nova habilidade.

Dica 2: Separe um Tempo na sua Agenda Para Aquela Prática

Grande parte das frustrações das pessoas de não conseguirem praticar o que elas estão aprendendo é porque elas não se dão esse tempo.

Então mais importante do que você só aprender uma habilidade nova, é você também separar um tempo para praticar ela. E não estamos falando de horas e horas do seu dia, muito pelo contrário.

Separe na sua agenda 20 minutos de prática diária daquela nova habilidade.

Essa dica serve não só para o 3D. Pode ser para qualquer coisa nova que você queira aprender.

Quando você separa esse tempo e pratica com foco, mesmo que 20 minutos por dia por exemplo, já vai te trazer mais fluidez na hora que você tiver fazendo o seu modelo.

Agora não se engane!

Separe esse tempo e deixe bem claro que naquele momento você não vai ficar reativo. Ou seja, não vai ficar sujeito a alguém te interrompe ou a distrações do dia a dia.

Isso porque você está dedicado a aprender e praticar uma nova habilidade. Quando você diz isso para outras pessoas e deixa claro o tempo, e se desconecta das distrações, você tende a se concentrar melhor e evita interrupções.

Dica 3: Crie uma Pasta de Inspiração e Sonhos

E essa pasta não tem nada de objetivos subjetivos, vagos e abrangentes como: quero ser feliz, quero ter sucesso.  É focada para as imagens e para a qualidade que você quer atingir com essa prática que você está fazendo.

Quando você vê uma referência daquilo que você quer atingir, um objetivo que você quer alcançar, fica mais fácil de você direcionar a sua prática. Então você pode escolher essa imagem e colocar na pasta sonhos como um objetivo a ser alcançado.

Então selecione espaços e projetos que você gosta, e que com o conteúdo que você pratica, pode ir construindo referências como do exemplo. E estipula um prazo. Uma data pra você atingir esse objetivo. É aí que o seu sonho se transforma em uma meta.

Dica 4: Copie Mesmo

Essa dica pode parecer um pouco confusa, a ideia não é você se apropriar do projeto de outras pessoas. Mas sim usar exemplos para focar na técnica e na prática.

Assim você exercita a técnica em si, a habilidade que você precisa ter para reproduzir aquela forma ou aquele elemento.

Diferente de quando você tem que criar.

Quando se está praticando é melhor você olhar um exemplo e tentar reproduzir ele porque tira a pressão de você também ter que criar. E é claro que você não vai usar essa imagem pra divulgação pessoal. Ela é apenas para praticar e focar na técnica.

Dica 5: Viaje nos blocos (mas nem tanto)

Pesquisar por blocos em 3D, principalmente blocos decorativos lá no 3D Warehouse (que é a plataforma que a gente usa para produzir no SketchUp) é muito positivo, por que a medida que pesquisa, isso expande sua visão criativa.

Agora uma observação super importante: não se perca nessa pesquisa.

Porque pode acontecer 2 problemas aqui: você com uma ansiedade enorme por querer fazer projetos diferentes para cada bloquinho que você baixou.

Ou se frustrar ao ver que passou metade do seu dia só procurando bloco.

Então para que isso não aconteça, determine um tempo para essa pesquisa. Coloque um alarme no seu relógio e não fique procrastinando.

Dica 6: Observe as Formas do Mundo Real

Quando a ideia é melhorar a qualidade da nossa representação e também melhorar a nossa prática, é importante observar como se comporta esses materiais e formas também no mundo real.

No SketchUp por exemplo, tendemos a colocar os mobiliários com arestas retas e no mundo real elas não são assim.

Elas têm um leve abaulado principalmente para não machucar as pessoas que estão ali interagindo com o mobiliário até mesmo com arquitetura. Isso é só um exemplo.

Quando você quer reproduzir algum ambiente você deve observar a referência na vida real e comparar.

Dica 7: Prazos Curtos

Quando você tem um prazo muito apertado ou mesmo uma entrega urgente, você pode aproveitar esse momento para intensificar a sua prática e colocar ali a prova a sua habilidade.

Pode parecer pouco produtivo mas quando você tem um prazo e uma entrega, isso força você a estar mais focado. Não é à toa que deixamos muitos afazeres para o último momento.

Só que para funcionar, você também tem que buscar esse tipo de responsabilidade / comprometimento e entregar aquilo que você acredita que seja o melhor para o projeto.

As vezes sobre pressão acabamos descobrindo novos recursos e até mesmo atalhos para você conseguir produzir mais rápido e melhor.

Dica 8: Pesquise por Macetes e Plug-ins

Dentro da prática diária que você estabeleceu (dica 2) pesquise também como você pode fazer as tarefas com mais agilidade.

Isso se resume a técnicas para modelar melhor e mais rápido, algumas delas:

  • Limpe sempre as informações de Cad antes de importar para o 3D;
  • Use sempre Grupos e Componentes;
  • Modele somente o necessário;
  • Faça cópias múltiplas usando o comando array;
  • Trave a direção em que você quer movimentar sua volumetria com as setas do teclado;
  • Limpe seu arquivo com o Purge;
  • Saiba gerenciar os Layers no Sketchup (muito parecido com o CAD);
  • Crie cenas nos seus projetos.

 

E também existe uma variedade de plug-ins que podem te ajudar nas formas do seu projeto e também na produtividade.

Como por exemplo o Roundcorner, que usamos para fazer os cantos arredondados das nossas marcenarias e até mesmo mobiliários.

Dica 9: Finalize

Mesmo que você esteja produzindo um projeto grande e bastante complexo, crie um cronograma para finalizar os seus ambientes e os seus espaços.

Quando você conclui um ciclo de pensamento, isso se transforma no objetivo atingido e vai te dar mais motivação para você continuar a sua prática.

Se o seu projeto for muito grande quebre ele em pequenos espaços ou até mesmo em pequenos ângulos como cenas específicas para cada espaço.

Depois que você finaliza a parte da modelagem você fica a um passo de conseguir produzir suas imagens e transformar suas ideias em portfólio para aumentar os seus clientes e até mesmo ter mais visibilidade.

Dica 10: Consistência

Quando você cria um ritmo, seja aqueles 10 minutos ou 15 minutos por dia que você vai focar em aprender uma habilidade nova com todos esses recursos que a gente passou aqui, quando você coloca as dicas em prática, vai aumentar gradativamente a tua curva de aprendizado.

E fique tranquilo, os erros e cabeçadas fazem parte do processo assim como os acertos.

Aprender uma nova habilidade pode mudar a sua carreira ou até mesmo a sua relação com seus clientes.

Portanto tenha paciência com você mesmo e entenda que a prática, mesmo que um pouquinho por dia, vai fazer você ter contato com essa habilidade que vai melhorando cada vez mais.

 

Bônus

Se você ainda não começou ou nem sabe por onde começar, não sabe nada de Sketchup… fique tranquilo, nós fizemos um minicurso 100% gratuito bem leve com aulas super dinâmicas e simples para você começar a mexer no programa.

Basta acessar esse link para ter acesso gratuito a esse minicurso.

Você nem precisa se preocupar com o programa também. Usamos uma versão do Sketchup que roda direto na internet e também é grátis.

Gostou?

Compartilhe com os seus amigos.

Continue lendo

Outros Artigos

Qual é a lição que podemos tirar do Fyre Festival

Uma das questões que mais negligenciamos no nosso dia a dia é o planejamento das nossas tarefas. 
É possível enxergar em diversos seguimentos como a falta de planejamento pode acabar facilmente com uma empresa ou o trabalho de uma pessoa. 
Um grande exemplo disso é o evento Fyre Festival. O caso ocorreu em 2017 e até hoje é lembrado pela velocidade em que chegou ao gosto do público, e principalmente na rapidez em que virou um verdadeiro fracasso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.